TRF-3 instala nova vara no juizado especial federal de São Paulo

13/12/2010

O presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, desembargador federal Roberto Haddad, a coordenadora dos Juizados Especiais Federais da Terceira Região, desembargadora federal Therezinha Cazerta, e o diretor do Foro da Seção Judiciária do Estado de São Paulo, juiz federal Carlos Loverra, inauguram no próximo dia 15 de dezembro a 13ª Vara Gabinete do Juizado Especial Federal Cível, no município de São Paulo.

A nova vara terá competência para julgar matéria previdenciária, tributária, de servidor público e outras ações cujo valor não ultrapasse 60 salários mínimos.

Além do município de São Paulo, sua jurisdição abrange as cidades de Aparecida, Arapeí, Areias, Atibaia, Bananal, Bragança Paulista, Caçapava, CachoeiraPaulista, Campos do Jordão, Canas, Cotia, Cruzeiro, Cunha, Embu, Embu-guaçu, Guaratinguetá, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Jambeiro, Juquitiba, Lagoinha, Lavrinhas, Lorena, Mairiporã, Pindamonhangaba, Piquete, Potim, Queluz ,Roseira, Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí, São Lourenço da Serra, São José do Barreiro, Silveiras, Taboão da Serra,Taubaté,Tremembé,Vargem Grande Paulista.

A solenidade acontece às 17 horas, na Avenida Paulista, nº 1345, em São Paulo.

Fonte: Tribunal Regional Federal da 3ª Região



Mais Notícias em AASP



  • TRE-RJ suspende a obra do prédio da nova sede

    Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A obra, que já consumiu R$ 12,2 milhões, está suspensa até a conclusão da apuração das irregularidades e poderá ser alvo de uma ação de improbidade administrativa para ressarcimento do dinheiro público à União.

  • Presidente do TRE-RJ proíbe venda de prédio do tribunal no Porto Maravilha

    TRE-RJ, desembargador Bernardo Garcez Neto, proibiu em despacho "qualquer iniciativa para alienação", durante sua gestão, do prédio do Tribunal na av. Rodrigues Alves 161, zona portuária, onde estão armazenadas as urnas eletrônicas, e alvo de especulação imobiliária decorrente do projeto

  • Plenário anula contrato de construção da nova sede

    Procuradoria Regional da República de cópias do documento aprovado, para apuração de possíveis irregularidades, e também providências técnicas e jurídicas para a devolução do terreno à Prefeitura, que assumiria a a preservação do hospital São Francisco de Assis, tombado pelo

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: