TJ do Rio vai examinar situação de menores do Instituto Padre Severino

12/11/2010

O Tribunal de Justiça do Rio, por meio da Coordenadoria Estadual Judiciária da Infância e Juventude (Cejij), realiza, de 16 de novembro a 16 de dezembro, a Jornada Natalina de Reavaliação da Medida Socioeducativa de Internação Provisória dos Adolescentes Infratores acautelados no Instituto Padre Severino, na Ilha do Governador.  Segundo a coordenadora da Cejij, desembargadora Conceição Mousnier, o objetivo da Jornada é dar uma solução definitiva ao caso concreto dos cerca de 270 menores infratores que se encontram no instituto. O juiz Marcius da Costa Ferreira, titular da Vara da Infância e da Juventude da Capital, e a juíza auxiliar Maria Daniella Binato de Castro, bem como todos os juízes da Infância e da Juventude, que são responsáveis pelas medidas de internação provisória dos adolescentes, estarão envolvidos no esforço concentrado.

 Situação de menores é tema de encontro

A busca de caminhos para avaliar os processos dos menores que cumprem medidas socioeducativas no Instituto Padre Severino foi o tema de um encontro ocorrido ontem, dia 11, na sede da Cejij, na Avenida Erasmo Braga, 115, sala 512. A reunião, coordenada pela desembargadora Conceição Mousnier, contou com a presença de membros do Tribunal de Justiça, do Ministério Público, da Defensoria Pública e do Departamento Geral de ações Socioeducativas (Degase).

 No encontro, foi discutida a mecânica para a implementação da Jornada Natalina. Temos que resolver a questão dentro da linha do possível. A reunião foi exitosa, destacou a desembargadora.

 O próximo encontro foi marcado para o próximo dia 25 na sede do Degase. A iniciativa está de acordo com a Resolução Conjunta nº 01 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de 29 de setembro de 2009, que institucionaliza mecanismos de revisão periódica das medidas socioeducativas provisórias de internação de adolescentes.



Mais Notícias em TJ-RJ



  • TJRJ distribui mudas em comemoração à Semana da Ecologia

    haverá distribuição de 400 mudas de ipê rosa e roxo na portaria de acesso ao prédio do Complexo Judiciário, na Rua Dom Manuel, Centro. A distribuição será feita pelos jardineiros do projeto “Pais Trabalhando”, que ampara pessoas encaminhadas pela

  • Emerj comemora 15 anos do Fórum Permanente de Direito do Ambiente

    O judiciário tem uma parcela dessa obrigatoriedade e age nesse sentido. Hoje vemos, por exemplo, prédios ecologicamente adaptados e economia de recursos. O Tribunal de Justiça do Rio, por exemplo, recebeu o selo verde do Ministério do Meio Ambiente”, disse.

  • TJRJ suspende prazos na Procuradoria Seccional Federal de Niterói

    evita-se  transtornos na organização interna dos serviços que podem resultar em prejuízo para a defesa dos entes públicos perante os órgãos jurisdicionais. A Procuradoria Seccional Federal de Niterói abrange os municípios de Niterói, Maricá, Itaboraí, Rio Bonito, Silva Jardim,

  • TJRJ lança programa de valorização dos servidores

    valorizar o que sabemos e o que não sabemos. Só assim iremos adquirir conhecimento e modificar comportamentos”, concluiu. Os cinco eixos temáticos definidos pelo programa ‘Ser da Justiça’ são estes: Ser Competente: implantação da gestão de pessoas por competências,

  • TJRJ realiza palestra com membro da International Organization for Standardization

    Programação do evento 14:00h - Primeira palestra: ISO 9001:2015 - Perspectivas na Nova Versão da Norma; 15: 30h - Intervalo; 16:00h - Segunda Palestra: Uma Visão Global da Gestão da Qualidade - A Busca de Melhorias

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: