Rede de Urgência e Emergência é definida por meio de oficina

04/02/2014

Aconteceu na manhã desta terça-feira, 24, no auditório da faculdade Fabram, a abertura da oficina para a construção da Rede de Urgência e Emergência no Estado. O evento é promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em parceria com o Ministério da Saúde (MS).

Um dos principais objetivos do encontro é articular e integrar todos os equipamentos de saúde com a proposta de ampliar e qualificar o acesso humanizado e integral aos usuários em situação de Urgência/Emergência (UE) nos serviços de saúde de forma ágil e eficiente.

Para a coordenadora de Assistência Hospitalar, Enaiana Luciem, o Estado vive um momento singular em organização do atendimento das urgências. “Estamos ensaiando a rede de UE, e com esta oficina damos o pontapé inicial”, avaliou.

Esta foi a primeira de outras oficinas que irão acontecer. Além da exposição sobre o funcionamento da Rede de UE e da metodologia de implantação da mesma, aconteceu a pactuação das responsabilidades de cada um dos autores envolvidos.

A Rede de Urgência e Emergência é definida como prioridade do governo do Estado, por meio da Sesa, e tem como compromisso a construção pelas três esferas do governo. Por isso, com a oficina, pretende estabelecer uma rede de atenção temática em todo Estado, seguindo o plano diretor de regionalização e estabelecendo uma linha única em todos os pontos de atenção à saúde.

“Essa rede propiciará o encaminhamento correto dos pacientes, considerando a unidade adequada para cada caso e promovendo assistência mais eficaz e em menor tempo possível”, finalizou Enaiana Luciem.

Sônia Sandim/Sesa



Mais Notícias em Governo-AP



  • TRE-RJ promove reunião com juízes de Búzios e Niterói e técnicos do TSE

    eleitorais de Niterói e Búzios se reúnam com os presidentes das seções eleitorais, quando vão aperfeiçoar os métodos para solução de falhas que podem ocorrer na identificação dos votantes.O presidente do TRE-RJ, desembargador Bernardo Garcez, designará servidores do TRE-RJ para

  • Mudança de locais de votação em Bangu para o segundo turno

    melhor estrutura e distribuição racional do aparato de segurança. Foram, em consequência, desativados os colégios Rubem Berta, Marieta Cunha da Silva, Sampaio Correa, Edison Carneiro e Olof Palme. Confira na tabela abaixo, os novos locais de votação:Locais antigos: CIEP Olof

  • TRE-RJ revoga mudança dos locais de votação na Vila Aliança

    do Código Eleitoral atribui aos juízes a escolha dos locais de votação com sessenta dias de antecedência. O corregedor regional eleitoral, ao acompanhar o voto do presidente, destacou que a juíza da 24ª Zona Eleitoral está em exercício naquele órgão

  • Lei Seca passa a vigorar a partir das 23h de sábado

    infratores da norma responderão pelo crime de desobediência e de promover desordem que atrapalhem as atividades eleitorais.De acordo com o art. 347, do Código Eleitoral, “Recusar alguém cumprimento ou obediência a diligências, ordens ou instruções da Justiça Eleitoral ou opor

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: