Peça teatral alerta jovem para os males causados pelas drogas

22/06/2011

Capa: Tonico

Para celebrar o fim da Semana Nacional de Prevenção às Drogas, comemorada no período de 22 a 26 de junho, a Comissão de Política Antidrogas da Assembleia Legislativa (Ales) promoveu a apresentação da peça teatral “Drogas Nunca Mais”, do grupo de teatro da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES).
 
O texto conta a história de uma jovem que entra no mundo das drogas por não saber lidar com os problemas do cotidiano. O vício faz com que ela perca a companhia do namorado, da família e dos amigos e, por último, a própria vida. Peça encerrou as festividades da Semana Nacional contra as Drogas na Ales.
 
Pouco antes de morrer a jovem acaba influenciando uma amiga, que depois de consumir várias drogas e contrair dívidas com traficantes busca ajuda e consegue se livrar do vício. “A peça mostra o grande perigo que os jovens estão correndo tanto com drogas líticas quanto ilícitas”, declarou o diretor do grupo teatral, cabo Darli Manoel Manenti de Souza.

Ele explicou que o objetivo é mostrar aos jovens o “caminho escuro e tortuoso” que os usuários de entorpecentes enfrentam e, principalmente, alertar que há formas de buscar ajuda para tratar o vício.

“A peça foi muito importante e deve ser repassada para outras instituições e outras escolas”, indicou o estudante e menor aprendiz Matheus Salomão, que assistiu ao espetáculo e considerou que “ele alerta para os problemas enfrentados pelos jovens atualmente”.

Para o presidente da Comissão, deputado Rodney Miranda (DEM), a equipe de teatro da PM tem um grande papel na sociedade, conscientizando jovens e adolescentes contra o uso de substâncias proibidas: “O tema abordado está cada dia mais real, mais próximo de todos nós”.

O parlamentar disse ainda que é papel da Comissão de Política Antidrogas “envolver as pessoas, como jovens, crianças e idosos em ações de combate e prevenção”.

Também presente à apresentação, o deputado Genivaldo Lievore (PT) parabenizou a iniciativa e comentou que é necessário envolver toda a sociedade em debates sobre o tema. “As drogas estão presente na nossa casa, nos nossos vizinhos, nos nossos amigos. Esse não é um problema só de Governo, só de Polícia, todos temos papel importante nesta luta”, afirmou.

Teatro

O grupo de teatro da Polícia Militar foi criado em 1999. Inicialmente, atuava em teatros de quartéis, para um público majoritariamente militar. É composto por 13 militares que encenam peças sobre temas como diabetes, aleitamento materno, higiene bucal e drogas, algumas em tom de comédia. Um dos trabalhos de maior destaque do grupo é a peça “Drogas Nunca Mais”, cujo objetivo é alertar o público para o perigo e os malefícios das drogas.

Bruna Laranja Web Ales

 



Mais Notícias em AL-ES



  • Projeto de lei trata sobre repasse de recurso para Centro de Apoio ao Doente de AIDS

    281.653,98  ao Centro de Apoio ao Doente de AIDS. Todas assistenciais de atuação continuada nas áreas de promoção e prevenção das DST/HIV/ AIDS e Hepatites virais. De acordo com a propositura, os recursos destinam-se a cobrir despesas decorrentes de projetos

  • Encerramento das atividades

    assuntos do dia, com a síntese veiculada em tempo realDestaqueEspaço privilegiado na tela de abertura do portal, evidenciado assunto de relevânciaOutros destaquesEvidenciam assuntos importantes do dia a dia no ParlamentoProgramação CulturalAções do CCI (Centro de Cultura e Intercâmbio), elo entre

  • Unemat oferece mestrado em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola

    via Sedex. Todas as etapas de seleção serão realizadas na Unemat/Tangará da Serra. Os candidatos passarão por prova escrita, análise de currículo Lattes, análise de pré-projeto de pesquisa, proficiência em língua inglesa e entrevista. Cada candidato concorre somente as vagas

  • Gestão participativa marca encontro de diretores

    coordenadores e gerentes que administram o sistema penitenciário se reuniram para ter um momento conjunto de resolução de problemas de modo acertivo e dinâmico.   O encontro que faz parte da Semana "Ressocialização em Foco", promovido pela Secretaria de

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: