Ministro autoriza 59 canais digitais para expandir sinal aberto da TV Câmara

14/03/2012

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, autorizou nesta quarta-feira (14) a operação de 59 novos canais digitais pela TV Câmara. Com a medida, a TV Câmara poderá transmitir sua programação em sinal digital aberto e gratuito em dezenas de capitais e em cidades do interior dos estados de São Paulo e de Minas Gerais.

De acordo com o ministro, os 59 novos canais vão possibilitar que mais da metade da população brasileira acompanhe o trabalho da Câmara, na TV aberta. “É um passo extraordinário para consolidar a TV Câmara e para consolidar a democracia”, disse. “A Câmara quer e deve prestar conta de seus trabalhos à população, e a população quer saber o que o seu deputado está fazendo”, complementou.

O documento assinado autoriza o funcionamento da Rede Legislativa de TV Digital, que vai compartilhar as programações da TV Câmara, da TV Senado e das emissoras de assembleias legislativas e de câmaras municipais. Para o efetivo funcionamento da Rede, é necessário acordo técnico entre as entidades.

Fortalecimento da democracia
“Estamos fortalecendo a democracia por meio da informação”, afirmou a 1ª vice-presidente da Câmara, deputada Rose de Freitas (PMDB-ES). Para ela, fazer chegar aos estados e os municípios informações sobre os trabalhos da Câmara, além de fortalecer a democracia no País, ajuda a educar a população brasileira.

O 1º secretário da Câmara, deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO), também ressaltou que a TV Câmara é um importante instrumento da democracia brasileira, pois possibilita à população acompanhar a atuação dos deputados. Ele destacou ainda a programação cultural de qualidade do canal. Segundo o parlamentar, mais de 200 canais já foram solicitados pela TV Câmara ao ministério.

O presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG), afirmou que há uma forte demanda da população brasileira por serviços de comunicação. “A iniciativa representa um grande avanço para a democratização, especialmente em Minas Gerais”, disse.

Início das transmissões
A implantação da Rede Legislativa de TV Digital seguirá o seguinte cronograma:
- Ribeirão Preto, Barretos e Jaú: março de 2012;
- Porto Alegre, Fortaleza e Belo Horizonte: abril de 2012;
- Palmas, Goiânia, Cuiabá e Vitória: agosto de 2012.

Também no primeiro semestre, está prevista a inauguração de operações da TV em Lavras, Sete Lagoas, Pouso Alegre, Jacareí, Bauru, São Carlos, Tupã, Campinas e Ourinhos.

Novos convênios
Ainda em março, deverão ser assinados acordos de cooperação técnica com as câmaras municipais das seguintes cidades mineiras: Divinópolis, Montes Claros, Uberlândia e Uberaba.

O acordo também será assinado com os seguintes municípios paulistas: Santos, Guarujá, Valinhos, Sorocaba, Presidente Prudente, Americana, Araras, Bragança Paulista, Atibaia, Votorantim, Franca, Araraquara, Limeira, São José do Rio Preto, São Carlos, Praia Grande, Piracicaba, Penápolis, Mogi das Cruzes, Jundiaí, Itu, Cubatão, Marília, Caraguatatuba, Botucatu e Assis.

Nesta quinta-feira (15), o presidente da Câmara, Marco Maia, assinará um acordo com o Senado para a utilização em conjunto dos transmissores instalados. A parceria definirá em que capitais cada Casa Legislativa disponibilizará transmissores. A assinatura ocorrerá às 11 horas, no gabinete do presidente do Senado.

Reportagem – Lara Haje
Edição – Pierre Triboli



Mais Notícias em Câmara dos Deputados



  • Diretor da Petrobras apresenta atestado médico e depoimento é adiado

    Nilo Coelho, no Senado. Consenza substituiu Paulo Roberto Costa, que saiu da Petrobras em abril de 2012. Costa foi preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF), por suspeitas de superfaturamento e lavagem de dinheiro na estatal. Após acordo

  • CPMI ouve diretor de Abastecimento da Petrobras hoje à tarde

    dinheiro na estatal. Após acordo de delação premiada, o ex-diretor passou a cumprir pena domiciliar. No requerimento de convocação, o deputado Rubens Bueno (PPS-PR) cita reportagens divulgadas pela imprensa para justificar o depoimento de Cosenza. Segundo uma delas, Costa teria

  • CPMI da Petrobras ouve atual diretor da estatal nesta quarta-feira

    de Inquérito (CPMI) que investiga irregularidades na estatal. Consenza substituiu Paulo Roberto Costa, que saiu da Petrobras em abril de 2012. Costa foi preso na Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF), por suspeitas de superfaturamento e lavagem de dinheiro

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: