Manual para melhorar Intermediação de Mão de Obra é lançado

04/04/2014

Manual para melhorar a Intermediação de Mão de Obra (Foto:Divulgação)

Com o objetivo de esclarecer dúvidas que ainda pairam entre os servidores públicos responsáveis pela Intermediação de Mão de Obra (IMO) no país, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) lançou o Manual de Normatização de IMO. O lançamento aconteceu durante a Oficina de Trabalho voltada às unidades conveniadas do Sistema Nacional de Emprego (Sine), e Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTE), realizada em Vitória, no Espírito Santo.

Representando o Piauí, o gerente de Intermediação de Mão de Obra do Sine do Estado, Felipe Steremberg, esteve presente nos três dias de evento e apresentou o manual à secretária do Trabalho e Empreendedorismo, Larissa Maia. “O manual traça a forma correta de intermediar os trabalhadores a uma vaga de emprego, que basicamente é relacionada à administração de vagas. Os prazos precisam sempre ser informados”, explica o gerente.

Para a secretária, a iniciativa é estimuladora, uma vez que muitas intermediações foram feitas de forma incorreta por falta de esclarecimentos. “O manual irá orientar o servidor, principalmente a informar as datas de encaminhamento, seleção e retorno do trabalhador. A falta de informações acaba impedindo muitas colocações no mercado de trabalho”, diz Larissa Maia.

Além do manual, outras melhorias em todos os sistemas estaduais foram proporcionadas através da Oficina de Trabalho. O evento, que tinha como finalidade integrar as políticas de Intermediação de Emprego, Seguro-Desemprego e Pronatec, reuniu, no mesmo espaço, os responsáveis pela execução das políticas do Seguro-Desemprego a nível de gestão nacional, estadual e municipal, que foi fortalecida por meio de debates, alinhamento de diretrizes e capacitação dos executores nos processos de monitoramento.

Segundo Steremberg, o evento esclareceu diversas dúvidas frequentes entre os funcionários e apresentou mais novidades para os Sines. “Foram esclarecidas questões quanto ao seguro-desemprego, cursos de qualificação, necessidade do cumprimento da intermediação de mão de obra da pessoa que solicitou o seguro, além da apresentação do novo portal web do MTE, que até o fim do ano será modificado e trará melhorias tanto aos servidores quanto aos trabalhadores interessados nas vagas”, conta o gerente de IMO.

Com o novo portal, além de uma maior agilidade nas etapas de intermediação, o trabalhador poderá se auto candidatar a uma vaga de emprego. Ainda de acordo com o gerente, através de um computador com internet, o cidadão poderá consultar as vagas disponíveis em qualquer região do país que tenha uma unidade Sine e, através do cadastro pessoal, o próprio trabalhador poderá fazer seu encaminhamento.



Mais Notícias em Governo-PI



  • NOTA DE FALECIMENTO

    que o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul comunica o falecimento, agora a pouco, do desembargador aposentado João Carlos Brandes Garcia.O corpo será velado no prédio do TJMS, nesta quinta-feira, em horário ainda a ser definido. O desembargador

  • Solenidade de instalação da Comissão de Votação Paralela acontece nesta sexta-feira (25)

    Comissão de Votação Paralela/Eleições 2014. O evento acontece no auditório do TRE-TO. A Comissão de Votação Paralela é formada obrigatoriamente por um Juiz de Direito, que é o presidente da comissão e quatro servidores da Justiça Eleitoral, sendo pelo menos

  • Programa de Gestão Documental será implantado no TRE-TO

    Gestão de Documentos e pelas demais unidades político-administrativas do Tribunal. Esta proposta partiu do pressuposto de que a numeração adotada nos códigos dos blocos deve possibilitar uma futura expansão, considerando-se que o TRE é uma organização de amplitude nacional coligada

  • CNJ no Ar mostra experiência de conciliação do TJPA

    de julho. Mais de R$ 11 milhões foram destinados para pagamento de acordos. Quem não decidiu pelo acordo, retorna para a lista de ordem cronológica de precatórios e vai aguardar recursos para o pagamento. A última ação concentrada para realização

  • TRE-AP aprova resolução para acelerar julgamentos de candidaturas

    candidatura sem impugnação ou sem notícia de inelegibilidade desde que haja parecer favorável ao deferimento da candidatura emitido pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). Todos os pedidos de registros apresentados até o dia 5 de julho, inclusive os pedidos de impugnação,

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: