Lançado sistema que agiliza o pagamento de precatórios

28/07/2011

 O Banrisul, o TJ-RS (Tribunal de Justiça do RS) e a Secretaria da Fazenda lançaram ontem, em Porto Alegre, o Precatório Automatizado, um novo sistema de transferência de informações entre a Corte e o banco. Participaram do evento o presidente do Banrisul, Túlio Zamin, o presidente do TJ-RS, desembargador Leo Lima, a representante da Secretaria da Fazenda Íria Rotunno e o presidente da Comissão de Precatórios da Assembleia Legislativa do RS, deputado Frederico Antunes (PP).
Para Zamin, o serviço representa um grande avanço no cotidiano das pessoas beneficiadas, sendo desnecessária a presença na Central de Precatórios para a retirada do alvará judicial e o levantamento dos valores, que ocorria de forma centralizada na agência do Banrisul no Foro Central. “A partir de agora, os precatórios serão disponibilizados para saque em todas as agências do banco”, salientou. O desembargador Leo Lima destacou que a medida é fruto do trabalho integrado entre o Judiciário e o Banrisul para oferecer um serviço de qualidade aos cidadãos.


Mais Notícias em AL-RS



  • Fiscais apreendem material irregular em Campos

    Construção e Terraplanagem, no bairro Parque Rosário, cerca de 60 mil santinhos, dezenas de adesivos e cartazes de campanha do PR e Pros, recibos de obras realizadas pela construtora para a prefeitura, quatro computadores, um notebook e um pen drive

  • Quatro advogados são excluídos em julgamento do Conselho Seccional

    trabalhos desempenhados pelos membros do Tribunal de Ética e Disciplina (TED) e do próprio Conselho Seccional. “Os integrantes do TED e do Conselho Seccional estão empenhados em contribuir para o fortalecimento da nossa classe e todos estão de parabéns pela

  • Ministro aborda jurisprudência do STJ e lança livro em evento no TJMG

    da Editora Forense. O desembargador do TJMG, Rogério Medeiros, apresentou o conteúdo do livro. O magistrado mineiro reforçou a jurisprudência publicada no livro do ministro Luís Felipe Salomão é uma fonte de conhecimento e aprofundamento de questões afetas ao

  • Cejus é instalado em Paracatu

    sociais, especialmente se considerarmos a quantidade de processos que se encontram para serem julgados em todas as instâncias e tribunais do país”, afirmou o juiz.   Em seguida, em pronunciamento, o desembargador Wander Marotta ponderou que há no Judiciário brasileiro

  • Bancos poderão ser obrigados a fornecer serviços e produtos adaptados a deficiente visual

    em reunião marcada para a próxima terça-feira (2), às 11h30. O relator da proposta, senador Gim Argelo (PTB-DF), recomenda a aprovação na forma do substitutivo antes acolhido pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Ele foi também o relator naquela comissão

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: