Governo do Estado apresenta proposta de reajuste salarial para o magistério

29/01/2014

Governo do Estado apresenta proposta de reajuste salarial para o magistérioDetalhesPublicado em Quarta, 29 de Janeiro de 2014, 16:53

O governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, apresentou nesta quarta, 29, as propostas de reajuste salarial para o magistério neste ano de 2014. A medida beneficia os 60 mil professores da rede, entre ativos, inativos e ACTs (contratados em caráter temporário). O impacto projetado é de R$ 130 milhões ao longo de 2014.
Para os professores que recebiam abaixo do piso de 2014 (R$ 1.697,32), a atualização do valor já ocorreu automaticamente na folha de janeiro. O reajuste do piso em 8,32%, passando de R$ 1.567,00 para R$ 1.697,32, foi determinado pelo Ministério da Educação e divulgado em dezembro.

Para os professores que já recebiam acima do piso 2013 (R$ 1.567,00), a proposta do governo do Estado aponta um reajuste de 8,5% de forma parcelada ao longo de 2014 (descontado o que for concedido automaticamente em janeiro).

A proposta foi avaliada pela equipe técnica do governo e apresentada ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte-SC) nesta quarta. Após a reunião, foi definido o parcelamento do reajuste da seguinte forma: 2% em janeiro, 2% em julho e 4,5% em dezembro.

A proposta precisa ser aprovada pela Assembleia Legislativa. O governador Raimundo Colombo deve encaminhar o material na próxima semana para os deputados. O secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, ressalta a evolução dos salários do magistério catarinense nos últimos anos. O piso da categoria no Estado, sem incluir regência, abonos e vale alimentação, passou de R$ 609,46 em 2010 para R$ 1.697,32 em 2014, um aumento de 178%. No mesmo período, o salário mínimo brasileiro aumentou 45% e a inflação subiu 26%.

Em 2012, os reajustes concedidos para o magistério catarinense variaram entre 8% e 22%, sendo 22% para quem recebia o piso. E, em 2013, ficaram entre 8% e 15%, sendo 8% para quem ganhava o piso.

Evolução
Salários para jornadas de 40 horas semanais

Piso do magistério catarinense (sem incluir regência, abonos e vale alimentação)
2010 – R$ 609,46
2014 – R$ 1.697,32

Salário inicial professor ensino médio (com regência de 25%)
Em 2014, o professor do ensino médio receberá R$ 200 de bolsa formação
2010 – R$ 1.461,50
2014 – R$ 2.508,80

Salário inicial professor anos iniciais (regência de 40%)
2010 – R$ 1.610,48
2014 – R$ 2.780,72

Informações adicionais:
Alexandre Lenzi
Secretaria de Estado de Comunicação 
E-mail: 
Telefone: (48) 8843-4350



Mais Notícias em Governo-SC



  • Proposta de reforma política pode ser votada na próxima semana na Comissão de Constituição e Justiça

    Proposta que muda a Constituição e acaba com a reeleição e o voto obrigatório pode ser votada semana que vem na Comissão de Constituição e Justiça. Com apoio de partidos da base, oposição consegue derrubada do decreto de conselhos

  • CPTran alerta condutores sobre mudanças no CTB

    utilizam as vias de trânsito, seja ele pedestre ou o próprio condutor”, diz o comandante.Para o major Fábio Machado, todas essas mudanças são bem-vindas. “Infelizmente, o condutor brasileiro não tem disciplina consciente, e todas essas infrações de trânsito que sofreram

  • Sergipe de fora da Febre Chikungunya

    São eles: Amazonas (01), Amapá (01), Ceará (04), Distrito Federal (02), Goiás (01), Maranhão (01), Minas Gerais (01), Pará (01), Paraná (02), Rio de Janeiro (03), Rio Grande do Sul (02), Roraima (03) e São Paulo (17). Os outros 789 foram

  • PGE promove a Semana do Servidor Público

    promoveu de 28 a 31 de outubro de 2014, a "Semana do Servidor Público", na sede do Órgão. Durante toda essa semana foram oferecidas atividades direcionadas aos procuradores e servidores incluindo palestras, minicursos, vacinação, além de exames de saúde corporal

  • CNJ avaliará meta de julgamento de crimes contra a vida com representantes de TJs

    em reunião com representantes de todo o País, no próximo dia 12 de novembro. De acordo com a Meta de Persecução Penal da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), os TJs deveriam julgar até esta quinta-feira (31/10) todos

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: