Escolas já podem realizar a IV Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

15/07/2013

A Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc) convoca as escolas públicas do estado a se mobilizarem para a realização da IV Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente – Vamos Cuidar do Brasil com Escolas Sustentáveis, envolvendo estudantes, profissionais da educação e toda a comunidade escolar para dialogar, refletir e agir em prol da qualidade de vida.

O objetivo da conferência é propiciar atitude responsável e comprometida da comunidade escolar com as questões socioambientais locais e globais, com ênfase na participação social e nos processos de melhoria da relação ensino-aprendizagem, em uma visão de educação para a sustentabilidade e o respeito à diversidade.

“Nesse sentido, a escola tem a oportunidade de ser um espaço permanente de aprendizagem e transformação baseado no diálogo, na cooperação e no respeito à diversidade e à vida em todas as suas dimensões”, explica Luanas Batista, supervisora de Educação Ambiental da Seduc.

A Conferência é voltada para as escolas com, pelo menos, uma turma do 6º ao 9º ano (5ª a 8ª série), do Ensino Fundamental, cadastradas no Censo Escolar de 2011 (Inep), públicas e privadas, urbanas e rurais, da rede estadual ou municipal, assim como escolas de comunidades indígenas, quilombolas e de assentamento rural.

Durante a etapa de Conferência nas Escolas todos podem participar sem restrição de faixa etária, no entanto, somente poderão ser delegados e suplentes estudantes de 11 a 14 anos.

As comunidades indígenas, quilombolas e de assentamentos rurais que possuam apenas escolas do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental também podem realizar conferências, desde que os estudantes selecionados para as etapas posteriores observem os critérios de faixa etária já mencionados.

Etapas

O processo da IV Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente envolve as seguintes etapas:
• Conferência nas escolas (obrigatória) até o dia 31 de agosto;
• Conferências municipais e/ou regionais (opcional) até o dia 6 de outubro;
• Conferência estadual (obrigatória) até o dia 25 de outubro e
• Conferência nacional nos dias 25 a 29 de novembro.

Nesta primeira etapa, de Conferência nas escolas, a escola deverá elaborar de maneira participativa e democrática um projeto de ação que promova a sustentabilidade socioambiental a partir da gestão, do currículo e/ou do espaço físico e traduzi-lo em materiais de educomunicação (jornal, vídeo, fanzine, rádio etc.) para difundi-lo e inspirar outras comunidades escolares.

Essas ações devem ser desenvolvidas com o apoio das Comissões de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola, COM-VIDA, coletivo escolar que promove o diálogo e pauta decisões sobre a sustentabilidade socioambiental, a qualidade de vida, o consumo sustentável e alimentação saudável e o respeito aos direitos humanos e à diversidade.

Além disso, cada escola deverá também eleger um delegado e um suplente para participar da etapa estadual. Após a realização da Conferência na escola, a mesma deve cadastrar o resultado da conferência no site e postar o projeto de ação (2 a 4 laudas), incluindo duas fotografias da Conferência na escola.



Mais Notícias em Governo-PI



  • OAB SP quer que Atas de Audiência continuem a ser impressas na Justiça Trabalhista

    Superior da Justiça do Trabalho já reconhece que, em havendo a celebração de acordo e a requerimento da parte, mesmo em processos eletrônicos a ata deve ser impressa e assinada pelo Juiz e Advogados, para depois ser digitalizada e inserida

  • Direito Previdenciário é tema de Congresso da OAB SP

    sobre “Decadência: Ações que não estão submetidas ao prazo do Artigo 103, Caput, da LBPS”.Para falar sobre “Aposentadoria por Idade, Contribuição Especial, por Invalidez” estará presente João Batista Lazzari, Juiz Federal, Presidente da 3ª Turma Recursal de Santa Catarina e

  • CEB faz leilão de sucatas e bens que não utiliza mais

    a partir das 9h BRASÍLIA (31/7/14) – A CEB realizará, no próximo sábado (2), o Leilão de Sucatas e Bens Inservíveis da Companhia. Dentre os itens, estão sucatas, máquinas, móveis e carros que já não têm mais utilidade para a empresa.

  • Policiais visitam Caps de Samambaia

    Vários assuntos relacionados à dependência química foram debatidos e abordados durante o encontro. Os PMs aprenderam a lidar com os usuários que estão sob o efeito das drogas e sobre os caminhos para o tratamento, funcionamento da estrutura de saúde

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: