Duque de Caxias (RJ) ganha mais uma Vara Federal

18/01/2011

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) e a Seção Judiciária do Rio de Janeiro inauguraram na semana passada a 2ª Vara Federal de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Com a inauguração, o TRF-2 cumpre mais uma etapa do processo de expansão do Judiciário Federal estabelecido pela Lei nº 12.011, de 2009. Duque de Caxias, que tem quase 900 mil habitantes, ganhou a primeira unidade da Justiça Federal em novembro de 2010.

A Lei nº 12.011 criou 230 novas unidades jurisdicionais em todo o País – na 2a Região são 25. De acordo com a Resolução nº 102, de 2010, do Conselho da Justiça Federal (CJF), as novas varas e juizados devem estar operando até 2014. Duque de Caxias já contava com três juizados especiais federais eletrônicos, mas, com o início das atividades nas recém-inauguradas varas, os cidadãos do município passam a contar com a atuação de unidades da Justiça Federal com competência plena.

Fonte: Jornal do Commercio RJ



Mais Notícias em AJUFE



  • OAB-CE fará campanha contra falta de juiz em Independência

    audiência de instrução”, denuncia. A cidade é atendida por um juiz respondente que se desloca, uma vez por mês, da cidade de Varjota, a 185 quilômetros de Independência. O presidente da OAB-CE, Valdetário Monteiro, aportou apoio à campanha, que considerou

  • Varas Cíveis do TJRJ vivem a expectativa de mudança para novo endereço

    apoio de diretorias gerais. A mudança acontecerá em blocos, entre os dias 02 e 24 de agosto. Primeiro, serão ocupados os 6º e 5º andares do novo endereço e o térreo, que entrarão em atividade logo em seguida. Depois, será

  • Sancionado projeto que dá celeridade aos processos trabalhistas

    à época líder do PSB. O projeto deu entrada no Senado Federal em setembro de 2013, onde tramitou, também, por duas comissões. Na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), a aprovação se deu no mês seguinte, sob a relatoria do

  • Programação da Rádio Justiça para quarta-feira (23)

    criada para melhorar a segurança e o visual na cidade de Belo Horizonte (MG), o programa conversa com o presidente da Comissão de Direito Imobiliário da OAB-MG, Kênio de Souza Pereira. Ele destaca como essa legislação pode ajudar a coibir

  • Juiz Carlos Vicente da Rosa Góes é novo diretor da EJESC

    discussão permanente”, contou. Em entrevista, Góes elogiou a gestão de seu antecessor, o ex-juiz do TRE-SC Marcelo Ramos Peregrino, lembrando da realização do Seminário Internacional Constituição e Direitos Políticos e do Ciclo de Debates 2013. “A Escola tem servido

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: