Divulgados nomes e salários de servidores e magistrados do CNJ

20/07/2012

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) disponibilizou nesta quinta-feira (19 de julho), em seu site na Internet, a relação dos nomes e salários dos servidores e magistrados lotados no órgão. A medida visa cumprir o exigido pela Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011) e decisões recentes tomadas pelo plenário do Conselho regulamentando provisoriamente as informações a serem divulgadas pelo Judiciário, em cumprimento à lei. Clique aqui para ver.

A divulgação dos dados decorre da decisão proferida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Ayres Britto, no último dia 10 de julho, suspendendo liminares da Justiça Federal do Distrito Federal que impediam a divulgação dos salários dos servidores públicos federais dos Três Poderes de forma individualizada.

Ao analisar um pedido de suspensão de liminar apresentado pela Advocacia Geral da União (AGU), o ministro Ayres Britto entendeu que as liminares que impediam a publicidade dos salários dos servidores vão contra os princípios constitucionais do acesso à informação pública e da publicidade da atuação da administração. A decisão garantiu a transparência das informações de todos os órgãos públicos até que a matéria seja decidida em definitivo pelo Judiciário.

O acesso às informações do CNJ é feito por meio da área de Transparência do site do Conselho. A divulgação envolve o nome dos servidores, o cargo que ocupam, a unidade em que estão lotados, os valores recebidos no mês, as vantagens (adicional por tempo de serviço, quintos, décimos, etc), os subsídios, indenizações (auxílios alimentação, pré-escolar, saúde, moradia, natalidade, entre outros) e diárias recebidas, bem como os descontos realizados na folha de pagamento. As informações disponibilizadas pelo CNJ referem-se aos pagamentos recebidos pelos servidores no mês de junho.

O modelo utilizado é a tabela já adotada pelo STF, acrescida de informações sugeridas pelo grupo de trabalho que regulamenta a Lei de Acesso à Informação no âmbito do Poder Judiciário. As sugestões foram aprovadas pelo plenário do CNJ em sua última sessão plenária, no dia 4 de julho. O modelo aprovado pelo CNJ será o adotado por todas as Cortes brasileiras, com exceção do STF, a partir deste dia 20 de julho, quando os tribunais devem atualizar em seus respectivos portais os dados referentes à remuneração de servidores e magistrados.

FONTE: Agência CNJ de Notícias



Mais Notícias em AMPB



  • Dia do Maçom é comemorado em sessão solene na ALMS

    Ali aprendemos a ser mais gente e a elevar o ser espiritual ao grande cordeiro imolado, que é Deus. Nem me acho tão merecedor dessa homenagem, mas me sinto muito feliz”, afirmou Carvalho.Há 40 anos como irmão na ordem, o

  • TRE fará audiência para validar dados dos candidatos

    nomear procuradores para a validação das informações. De acordo com o edital, estão sujeitos à validação o nome do candidato que aparecerá na urna, o cargo, o número, o partido e a fotografia. Caso haja algum dado incorreto, verificado pelos

  • Santa Catarina terá cerca de cinco mil eleitores para voto em trânsito

    Joinville ficou na segunda posição com 923 pedidos, seguida por Blumenau, com 801 registros.O eleitor cadastrado para votar em trânsito está impedido de votar na sua seção de origem, ficando habilitado para votar apenas na seção instalada para este fim.

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: