Divulgados nomes e salários de servidores e magistrados do CNJ

20/07/2012

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) disponibilizou nesta quinta-feira (19 de julho), em seu site na Internet, a relação dos nomes e salários dos servidores e magistrados lotados no órgão. A medida visa cumprir o exigido pela Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011) e decisões recentes tomadas pelo plenário do Conselho regulamentando provisoriamente as informações a serem divulgadas pelo Judiciário, em cumprimento à lei. Clique aqui para ver.

A divulgação dos dados decorre da decisão proferida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Ayres Britto, no último dia 10 de julho, suspendendo liminares da Justiça Federal do Distrito Federal que impediam a divulgação dos salários dos servidores públicos federais dos Três Poderes de forma individualizada.

Ao analisar um pedido de suspensão de liminar apresentado pela Advocacia Geral da União (AGU), o ministro Ayres Britto entendeu que as liminares que impediam a publicidade dos salários dos servidores vão contra os princípios constitucionais do acesso à informação pública e da publicidade da atuação da administração. A decisão garantiu a transparência das informações de todos os órgãos públicos até que a matéria seja decidida em definitivo pelo Judiciário.

O acesso às informações do CNJ é feito por meio da área de Transparência do site do Conselho. A divulgação envolve o nome dos servidores, o cargo que ocupam, a unidade em que estão lotados, os valores recebidos no mês, as vantagens (adicional por tempo de serviço, quintos, décimos, etc), os subsídios, indenizações (auxílios alimentação, pré-escolar, saúde, moradia, natalidade, entre outros) e diárias recebidas, bem como os descontos realizados na folha de pagamento. As informações disponibilizadas pelo CNJ referem-se aos pagamentos recebidos pelos servidores no mês de junho.

O modelo utilizado é a tabela já adotada pelo STF, acrescida de informações sugeridas pelo grupo de trabalho que regulamenta a Lei de Acesso à Informação no âmbito do Poder Judiciário. As sugestões foram aprovadas pelo plenário do CNJ em sua última sessão plenária, no dia 4 de julho. O modelo aprovado pelo CNJ será o adotado por todas as Cortes brasileiras, com exceção do STF, a partir deste dia 20 de julho, quando os tribunais devem atualizar em seus respectivos portais os dados referentes à remuneração de servidores e magistrados.

FONTE: Agência CNJ de Notícias



Mais Notícias em AMPB



  • Fiscalização reforçada: TRE-AP intensifica combate a ilícitos eleitorais

    Durante a reunião a juíza eleitoral Elayne Cantuária, que possui vasta experiência no combate à propaganda eleitoral irregular, adquirida em pleitos passados, fez sugestões às estratégias das equipes de fiscalização do TRE-AP. A magistrada faz parte da Corte Eleitoral e

  • Livro analisa história do Habeas Corpus

    e que pode ser impetrada por qualquer cidadão, inclusive por quem não é advogado”. Márcio Vitor acrescenta, ainda, que o Habeas Corpus está previsto no artigo 5º da Constituição Federal como cláusula pétrea, não podendo ser limitado e ainda hoje

  • OAB-CE lança livro sobre Direito e Economia

    faz uma abordagem das principais mudanças ocorridas no setor econômico, destacando a desigualdade de renda no mundo. Na obra, o leitor poderá conhecer os ramos do Direito, como o Direito Constitucional, Direito do Consumidor, Direito do Trabalho, Direito Imobiliário, Direito

  • IAC lança obras jurídicas em Conferência no Rio de Janeiro

    de textos esparsos,de autoria do presidente do IAC, João Gonçalves de Lemos. Os dois volumes do Instituto dos Advogados do Ceará são uma coletânea de artigos sobre diversos temas do Direito, que foram resultados de pesquisas acadêmicas realizadas pelos advogados

  • Lançado manual para Sociedades de Advogados

    em que se tem em vigor a lei do Supersimples, que irá beneficiar centenas de escritórios, reduzindo de forma substancial a carga tributária. “Neste manual também apresentamos toda legislação pertinente à temática, provimentos do Conselho Federal da OAB e ementários,

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: