Policiamento de fronteira terá o auxilio de torres para comunicação de rádio

28/08/2013

Segundo informações da Gerência de Convênios da Sesdec, duas das três torres possuem 60 metros de altura, e essas serão destinadas para Costa Marques e São Francisco, e a outra, com 24 metros de altura será instalada em Nova Mamoré. O objetivo é dar agilidade nas ações de segurança de fronteira, oferecendo comunicação de rádio entre os policiais, interligando os pontos de segurança.

As torres serão entregues e montadas pela empresa Tecnor Indústria e Comércio e devem facilitar o trabalho do policiamento de fronteira já que nas áreas onde serão instaladas não existe sinal para comunicação.

Texto: Vanessa Farias
Fonte: Assessoria Sesdec



Mais Notícias em Governo-RO



  • Sessão ordinária nesta quarta-feira, 23, começa às 15 horas

    população pode prestigiar as sessões. O acesso se dá pela entrada exclusiva a visitantes, localizada na Alameda dos Buritis, 231, Setor Oeste. Nas sessões ordinárias são apresentadas novas matérias, votados projetos de lei constantes da Ordem do Dia, realizadas indicações, moções

  • Início das atividades

    tv e jornal a síntese dos fatos, com abordagens diretas e sem interpretações.Notícias em tempo realOs assuntos do dia, com a síntese veiculada em tempo realDestaqueEspaço privilegiado na tela de abertura do portal, evidenciado assunto de relevânciaOutros destaquesEvidenciam assuntos importantes

  • Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento se reúne às 14 horas

    Júlio da Retífica (PSDB). São membros ainda: os deputados José Vitti (PSDB), (Vice-Presidente); Fábio Sousa (PSDB); Luis Cesar Bueno (PT); Nélio Fortunato (PMDB); Sônia Chaves (PSDB); Valcenôr Braz (PTB); Álvaro Guimarães (PR); Bruno Peixoto (PMDB); e Francisco Gedda (PTN). Na

  • Trabalhador não reverte justa causa mesmo detendo estabilidade acidentária

    Carlos Scheuermann, relator, constatou que não houve violação ao texto constitucional, como alegado pelo empregado. O ministro obserou que, de acordo com o  quadro fático delineado no acórdão regional, além das diversas faltas injustificadas, consta que o auxiliar, em algumas

  • Tratorista ganha periculosidade ao provar que ficava sete minutos em área de abastecimento

    consideração prova pericial que indicou que o trabalhador não ficava sujeito a condições perigosas. Recursos Ao examinar recurso do empregado, o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas/SP) acolheu parte dos pedidos, mas manteve a negativa no

Comentários estão encerrados.

Previous post:

Next post: